Aprenda a tratar Você Mesmo sua Coluna com o Método Mckenzie®

O Método McKenzie trata problemas da coluna lombar, torácica e cervical e também articulações periféricas através de movimentos que curam, ou na pior das hipóteses, apresentam indícios relevantes da origem e natureza do problema. A avaliação leva a um diagnóstico preciso, determinando o tratamento específico e adequado para cada paciente. Isso não depende dos achados dos exames anteriores ou do tempo da lesão. Pode evitar inclusive a necessidade de cirurgias ou procedimentos mais invasivos. Conheça como funciona o Método:

 

1º Passo: Avaliação com profissional Certificado

Exclusiva do Método McKenzie®, a avaliação mecânica busca compreender a relação entre a dor e o movimento. Ou seja, são feitas perguntas sobre a história do comportamento da dor e depois são realizados teste de movimentos repetidos e posições mantidas. Esses movimentos e posições servirão para compor o tratamento.

O fisioterapeuta utiliza a resposta da dor (efeito) para monitorar as mudanças no movimento e na função. Os achados do exame esclarecem o problema do paciente de modo rápido, seguro e orienta o tratamento. Também é possível identificar um subgrupo de pacientes cujo prognóstico é ruim e abre a porta para uma variedade diferente de testes específicos e outras opções de tratamento.

Problemas conhecidos como hérnia de disco, dor ciática, dor lombar, cervicalgia, dor de cabeça, tendinites, bursites e muitos outros são exemplos de problemas com alta resolutividade com o Método Mckenzie.

 

2º Passo: Tratamento (Autotratamento)

O tratamento McKenzie compreende a definição dos movimentos, a implementação da rotina e a supervisão das estratégias a serem aplicadas a cada caso específico.

Importante: Cada movimento no tratamento é aplicado seguindo uma progressão de forças geradas inicialmente pelo paciente e, se necessário, pelo terapeuta.

 

70% do tratamento ocorre em casa através do autotratamento.
O profissional dá ao paciente a informação sobre o seu problema, de acordo com suas preocupações e necessidades; e esclarece sobre o papel que o exercício tem na restauração da função normal.

Os pacientes também aprendem a evitar, durante o tratamento, os movimentos, posturas e atividades que claramente pioram a sua condição.
A maioria dos pacientes, quando bem orientada sobre seu problema, pode se tratar com sucesso. Para problemas mais complexos, o fisioterapeuta treinado no Método McKenzie® aplica técnicas complementares de terapia manual (mobilização e manipulação) para acelerar o processo de recuperação.

 

3º Passo: Profilaxia através do autocuidado e autotratamento

O Diagnóstico Mecânico visa não apenas a solução dos sintomas atuais do paciente mas também a prevenção a longo prazo da reincidência.

É parte essencial do Método McKenzie® educar e motivar o paciente para que ele melhore a habilidade de se cuidar, prevenindo ou diminuindo o número de novos episódios. Isso diminui a necessidade de procurar tratamento e de se ausentar do trabalho.

Relatos de pacientes:

“Tenho três hérnias na cervical e depois do tratamento nunca mais tive dor. Faço diariamente os exercícios” (relato do último mês, 3 anos após término do tratamento)

“Sinceramente, foi muito importante para mim ter podido me recuperar de forma tão eficaz e rápida!” (Recuperou-se de um problema de lesão traumática de joelho e sente-se melhor que antes da lesão)

Veja aqui alguns depoimentos: