fogo-fundo-branco

A inflamação desempenha um papel central na cura das doenças, mas se ela corre solta, pode levar à artrite, doença do coração, doença de Alzheimer e outros problemas. A inflamação é como um fogo em seu corpo que você não pode ver ou sentir. No entanto, a inflamação não é um mal em si. Ele tem um papel importante no modo como o seu sistema imunológico mantém seu corpo saudável e seguro.

 

A Influência do tempo nos efeitos da Inflamação

time

Existem dois tipos de inflamação: aguda e crónica. A maioria das pessoas estão familiarizadas com inflamação aguda. Esta causa vermelhidão, calor local, dor e inchaço em torno dos tecidos e articulações. É o que acontece quando você corta o dedo ou bate seu joelho.

Quando o corpo sinaliza uma lesão, o seu sistema imunológico envia um exército de células brancas do sangue para cercar e proteger a área. O processo funciona da mesma maneira, se você tem uma infecção como a gripe ou pneumonia.

A inflamação aguda é a forma como o seu corpo ativa algumas enzimas e outras substâncias para lutar contra invasores que podem causar infecção. Por isso a inflamação é uma parte do processo de cura. “Desta forma, a inflamação é uma coisa boa, porque protege o corpo.

A inflamação crónica, no entanto, é diferente. A mesma reação que ocorre na inflamação aguda, agora persiste. Os glóbulos brancos inundam a área do problema e acabam atacando os tecidos e órgãos saudáveis próximos.

 

O que a inflamação pode causar no corpo?

Cérebro

A inflamação causa a liberação de substâncias (citocinas) pro-inflamatórias que pode realmente causar falta de energia, dificuldade de concentração, sonolência e perda de apetite. Mais importante ainda, a ligação entre a depressão e a inflamação foi tornado claro em uma variedade de estudos de. Um estudo descobriu que pacientes com transtorno depressivo maior tem níveis significativamente mais elevados da citocina pró-inflamatória TNF-alfa do que em pessoas não-deprimidas.

As citocinas inflamatórias são também responsáveis pela indução de reações auto-imunes contra a bainha de mielina e vascular e tecidos conjuntivos que irritam os nervos, o que pode em última análise, resultam na neuropatia e esclerose múltipla. A destruição das células cerebrais causadas por inflamação crónica também é responsável pela doença de Alzheimer.

 

Sistema cardiovascular (coração, sangue, veias, artérias)

Há alguns anos, foi feita uma descoberta que a inflamação na parede da artéria é a verdadeira causa de doença cardíaca. Sem inflamação o colesterol iria mover-se livremente por todo o corpo. Em vez disso, quando estamos sobrecarregados pela inflamação, o colesterol se acumula na parede de nossos vasos sanguíneos e provoca doenças cardíacas e derrames.

Alimentos carregados com açúcares refinados e carboidratos simples, alimentos processados com ômega-6 óleos vegetais como soja, milho e girassol (Praticamente qualquer e todos os alimentos processados) são todos os principais contribuintes de inflamação no corpo, o que leva a artérias e veias entupidos.

Obesidade e inflamação

Se você está acima do peso e tem mais gordura visceral – tipo de gordura que se acumula no abdome e circunda os órgãos – o sistema imunológico vê tais células de gordura como uma ameaça e bombeia mais glóbulos brancos. Quanto mais tempo você ficar acima do peso, mais o corpo permanece em um estado de inflamação. O fogo continua queimando.

 

Pulmões

Um corpo que se manifesta um elevado estado de inflamação pode afetar gravemente o funcionamento dos pulmões.

Na asma, por exemplo, citocinas inflamatórias induzir reações auto-imunes contra os revestimentos das vias aéreas. Este também é o caso para os diferentes tipos de alergias que afetam os pulmões.

Acumulação de excesso de muco nos pulmões como resultado de má alimentação, e a resposta inflamatória resultante é também a causa para a bronquite e fibrose cística.

 

Ossos

A inflamação interfere com a capacidade natural do corpo para reparar a perda de massa óssea, resultando em um maior número de fraturas, quebras e condições como osteoporose e artrite reumatóide (inflamação sinovial crônica é muitas vezes acompanhada pela erosão óssea, uma das principais razões para a incapacidade em pacientes com AR) .

Na verdade, um dos métodos mais negligenciados de prevenção da osteoporose é reduzir a inflamação crônica. Nutrir seu sistema gastrointestinal para melhorar a absorção de nutrientes dos alimentos que você ingere, bem como a dieta anti-inflamatória desprovido de glúten e produtos lácteos, são ótimas maneiras de começar a melhorar a qualidade e função óssea. A inflamação nas articulações podem também ter grande alívio com a associação da dieta e mudança do estilo de vida.

 

Músculos

A inflamação crônica pode causar dores musculares e fraqueza. Ele também pode se manifestar como síndrome do túnel do carpo, onde provoca tensão muscular excessiva encurtamento de tendões no antebraço e punho, comprimindo os nervos e criando dor e rigidez.

Reações auto-imunes contra os músculos e tecido conjuntivo induzidas por citocinas inflamatórias também são responsáveis por polimialgia reumática, uma condição caracterizada por dor e rigidez generalizada em adultos mais velhos.

 

Pele

O inimigo número um para a nossa pele é a inflamação sistêmica ou crônica. Isso geralmente é resultado de uma inflamação crônica do intestino e do fígado, que são nossos principais órgãos de desintoxicação. Quando estão comprometidos resulta em uma expulsão de substâncias tóxicas de nossa pele. Como resultado de inflamação pode manifestar-se como o eczema, a acne, erupções cutâneas inexplicáveis, psoríase, rugas, linhas finas e uma variedade de outros tipos de dermatite.

 

Proteja-se e livre-se da Inflamação

Se você realmente deseja ser curado de qualquer problema de saúde que pode estar ocorrendo, você deve considerar o papel da inflamação em seu problema e lidar com ele como a causa raiz.

Mas não adianta fazer uso de antiinflamatórios indiscriminadamente, como observa-se na maioria das condutas. É mais eficiente buscar eliminar ou reduzir fatores essencialmente tóxicos que diariamente podem estar gerando mais citocinas inflamatórias.

 

Alguns fatores disparam reações inflamainflammation-1tórias em seu corpo:

Alimentos: produtos açucarados refinados, alimentos altamente processados, trigo.

Fatores de estilo de vida: stress, falta de sono, excesso de exercício, falta de exercício – estes são todos os grandes fatores a considerar.

 

 

Transformaalimentacaor os hábitos benéficos:

Alimentos: alimentos de origem vegetal, como as frutas e legumes, nozes e sementes, alimentos de origem animal com moderação.

Fatores de estilo de vida: criar condições para troca de afeto, apreço e gratidão, o exercícios físicos na medida certa para você, manter uma atitude positiva, dormir o suficiente e manter interações sociais saudáveis Estes estímulos lançam opióides sistêmicos naturais que ajuda a mobilizar o caminho imunológico TH3, ajudando a reduzir disparos de inflamação.

  • Cuidar da dieta e ter um estilo de vida saudável são as duas melhores maneiras de manter a inflamação crônica sob controle. Como mencionado, o excesso de peso é uma causa frequente de inflamação, e eliminar kilos extra, especialmente ao redor da barriga, pode diminuir os níveis.

 

Outras medidas preventivas incluem:

 

  • Tratar a doença de periodôntica. Se as suas gengivas sangram quando você escova ou fio dental, você provavelmente terá inflamação. Fazer uma nomeação para ver seu dentista para um check-up, e intensificar a sua higiene oral.
  • Parar de fumar. Isso sim talvez seja um grande consenso em todos os conselhos e orientações de saúde. Mais especificamente, as toxinas do fumo tem um link direto para a inflamação.
  • Acrescentar antioxidantes. Adicionar alimentos ricos em antioxidantes conhecidos como polifenóis. Estudos têm mostrado que estes antioxidantes têm muitas propriedades anti-inflamatórias.

 

Quais os alimentos que são considerados os melhores?

Um estudo publicado em maio de 2016 no British Journal of Nutrition concluiu que os polifenóis de cebola, açafrão, uvas vermelhas e chá verde baixou um marcador de inflamação no corpo. Todos os tipos de frutas também são ricos em polifenóis, assim como as cerejas e ameixas, bem como vegetais folhosos verde-escuro, como espinafre, couve e couve.

O azeite de oliva, óleo de linhaça e peixes gordos, como salmão, sardinha e cavala oferecer doses saudáveis de ácidos graxos ômega-3, que têm sido mostrados para reduzir a inflamação. Ômega-3 pode níveis ainda mais baixos no cérebro.

 

A reação em cadeia da inflamação crônica não se limita a um determinado local. A inflamação pode viajar por todo o corpo e causar problemas por toda parte. Se você recebe um diagnóstico de artrite ou doenças cardíacas, as probabilidades são a inflamação crônica ser um colaborador. Por isso dedica-se a uma reeducação alimentar é fundamental para equilibrar a saúde do organismo.

 

Fonte:

http://www.health.harvard.edu/staying-healthy/playing-with-the-fire-of-inflammation

http://www.wethechange.com/how-to-reduce-inflammation-in-the-body-and-why-you-need-to-do-this/

How the inflamation affects the body

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *